FAQ

O que é a OEBi?
A OEBi é uma organização que reúne escolas e profissionais comprometidos com o desenvolvimento e a expansão do ensino bilíngue.

Qual é a missão da OEBi?
Promover e propagar o ensino bilíngue por meio da socialização de saberes e conhecimento.
Garantir a excelência do ensino bilíngue por meio de estudos, fundamentações, cursos de formação e troca de experiências entre as renomadas Instituições de Ensino que oferecem essa proposta.

Qual é a visão da OEBi?
Ser uma organização reconhecida como qualificadora de instituições de Ensino Bilíngue primando pela qualidade educacional e excelência acadêmica.

Qual a filosofia da OEBi?
Agregar escolas bilíngues e profissionais comprometidos com a qualidade de ensino, promovendo o bem estar, o estímulo do aprendizado, o crescimento profissional humano.

Quais são os VALORES da OEBi?
1 – Compromisso com a qualidade do Ensino Bilíngue.
2 – Valorização e investimento nos recursos humanos.
3 – Respeito a diversidade cultural.
4 – Transparência e ética nas relações profissionais e comerciais.

Quem faz parte da OEBi?
Hoje a OEBi é formada por 10 escolas bilíngues, 2755 alunos, 300 profissionais administrativos e 390 profissionais pedagógicos.

O que faz a OEBI?
A OEBi organiza palestras, workshops, encontros pedagógicos (entre profissionais), encontros esportivos (entre alunos), vivênvias entre profissionais, reuniões de mantenedores. Todas as atividades são direcionadas para o bilinguismo. A OEBi presta consultoria para implantação de sistemas bilíngues.

Quem pode fazer parte da OEBi?
Mantenedores, alunos e funcionários de escolas bilíngues.

O que é ser bilíngue para a OEBi?
Segundo o Estatuto da OEBi, define-se por bilíngue:
Educação Infantil: mínimo de 75% da carga horária diária deve ser em outro idioma, que não o
Português.

Ensino Fundamental I: mínimo de 1/3 da carga horária diária deve ser em outro idioma, que não o Português.
Ensino Fundamental II e Ensino Médio: mínimo de 1/4 da carga horária diária deve ser em outro
idioma, que não o Português.

Quanto custa fazer parte da OEBi?
O investimento necessário para ser um associado OEBi é equivalente a R$15 por dia.
Taxa de vistoria: 880,00
Anuidade: R$ 4400,00

Como eu faço para fazer parte da OEBi?
Se você acha que sua escola se enquadra nos conceitos da OEBi você pode solicitar sua associação através do link “Quero ser OEBi”

Qual a melhor idade para se iniciar a educação bilíngue?
A infância é o melhor período para a aquisição de um segundo idioma. O contato com outra língua quando associado a técnicas pedagógicas adequadas auxilia os alunos na compreensão de conceitos, na dedução de regras e amplia a capacidade analítica exatamente por promover uma percepção multifacetada de valores linguísticos e culturais.

As escolas bilíngues custam mais caro?
Não. Pais, educadores e especialistas são unânimes em dizer que, se considerada a vantagem de a criança aprender desde cedo um segundo idioma sem a necessidade de frequentar duas escolas diferentes e, principalmente, por fazê-lo de uma forma eficaz e prazerosa, as escolas bilíngues são proporcionalmente mais baratas que as escolas regulares.

A inserção de elementos de outra cultura causa alguma confusão para a criança?
É consenso entre os profissionais envolvidos com a Educação Bilíngue que o contato com outras culturas e línguas é um fator enriquecedor do currículo. Ao mesmo tempo em que se valorizam os aspectos de identidade e cultura nacionais, contempla-se a pluralidade cultural linguística.
A proposta pedagógica das escolas bilíngues contempla uma maneira de educar que leva o aluno a interagir na prática com um contexto global, seguindo a tendência de as escolas formarem cidadãos preparados para atuar no mundo moderno. O particular e o universal são trabalhados com bastante eficácia, inclusive porque a barreira da língua já é ultrapassada no cotidiano da sala de aula.

Os pais precisam necessariamente falar o segundo idioma?
Não. Em verdade, grande parte de pais de alunos não domina o segundo idioma, mas percebe, em curto prazo, que a iniciativa é benéfica para as crianças. Educadores e linguistas concordam que quanto mais cedo se estabelecer o contato e aprendizagem de outro idioma, mais facilmente o domínio pleno poderá ser alcançado.
Quando algum membro da família domina o segundo idioma, o contato da criança com o inglês fora da escola pode ser maior e isso potencializa o aprendizado.

Escolas Bilíngues se multiplicam em todo país?
O bilinguismo está em expansão no Brasil, notadamente em São Paulo. O público interessado está se ampliando a cada ano. A procura é maior na Pré-escola e no Fundamental, mas já existem escolas de Ensino Médio. Não é demais lembrar que falar outra língua deixou de ser modismo para se tomar uma habilidade imprescindível.

Posso matricular meu filho no Fundamental I e II sem ele jamais ter tido uma educação bilíngue?
Sim. O processo de ensino do inglês se desenvolve na escola e os alunos que têm contato com o segundo idioma apenas nesse ambiente atingem, com o passar do tempo, níveis satisfatórios e proficiência suficiente para participar da rotina de imersão na língua inglesa. Quando necessário, a escola pode solicitar que o aluno tenha aulas de reforço. O nível de exigência do professor com relação ao inglês será menor para esses alunos do que aquele com os alunos já bilíngues, e vai aumentando na medida em que o aluno aprimora o seu conhecimento da segunda língua.