Sustentabilidade é um conceito com sentidos amplos, que pode e deve estar presente tanto nas práticas educacionais como na gestão das escolas. Quando nos perguntamos sobre que mundo queremos para o futuro de nossas crianças, acreditamos que essa não pode ser uma questão retórica: esse mundo deve ser construído por meio das experiências que meninos e meninas vivem ao longo de sua escolaridade.

Nesse sentido, ter a sustentabilidade como um eixo de trabalho de um projeto pedagógico tem alguns significados: prezar pelo cuidado com o outro; o respeito às diferentes visões de mundo; o cuidado com os ambientes nos quais vivemos e o uso inteligente dos recursos disponíveis; a construção de um olhar ético para o mundo; a experiência da coletividade e a percepção do efeito das ações individuais na sociedade.

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, criados em 2015 a partir da pergunta “Como você deseja ver o mundo em 2030?”, podem ser norteadores para o desenvolvimento de diversos projetos com as crianças. Os ODS são um plano com 17 objetivos e metas globais tão inspiradoras quanto ambiciosas – não apenas para líderes, governos e instituições, mas para todos que valorizam a prosperidade do planeta, das presentes e futuras gerações.

Em parceria com a Reconectta desde o início deste ano, realizamos algumas ações inspiradas nos objetivos da ONU. Reduzir o desperdício de alimentos, contribuindo para o ODS#02 (Fome Zero), e cultivar uma horta na escola, promovendo objetivos diferentes – ODS#15 (Vida sobre a Terra), ODS#02 (Agricultura Sustentável) e ODS#03 (Saúde e bem-estar) – foram algumas delas.

Além dessas iniciativas, as crianças de uma turma da Educação Infantil iniciaram um projeto sobre o uso de água que, junto com o uso de cisternas, cooperando diretamente com o ODS#06 (Água Limpa e Saneamento). Também ficamos contentes por poder afirmar que a nossa contribuição para o ODS#12 (Consumo e Produção Responsáveis) aconteceu com a retomada do uso das composteiras tanto na Educação Infantil quanto no Ensino Fundamental I, e no “Connections”, encontro com as famílias da be.Living que teve como tema consumo consciente e consumismo infantil.

Ao longo do ano, novas ações, práticas e projetos foram surgindo, e esperamos que esses passos incentivem outras escolas e pessoas a criar um mundo mais sustentável, justo e resiliente.

 

Priscila Kesselring, Jornalista da equipe de comunicação da be.Living

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *